Curtir e Compartilhar:

A venda de jornais, revistas, livros e outros materiais impressos segue em queda no Japão.

Entre janeiro e novembro de 2019 foram vendidos cerca de 1,2 trilhões de ienes em material impresso no país, cerca de 50 bilhões a menos que no mesmo período do ano anterior. É o 15° ano seguido de queda.

Em 2019 o resultado acabou sendo pior por conta do aumento do imposto de consumo de 8% para 10%. Outro motivo é o avanço das versões digitais de livros e mangás famosos, que tem conseguido uma fatia cada vez maior do mercado.

Apesar das estatísticas de 2019 do mercado digital de livros, revistas e jornais ainda não ter sido divulgado, a expectativa da indústria é de novo aumento, mesmo com a difusão de sites piratas, como acontece com os mangás.

Curtir e Compartilhar: