Curtir e Compartilhar:

O Ministério da Agricultura, Silvicultura e Pesca do Japão anunciou que está estudando medidas para incentivar a vinda de trabalhadores estrangeiros nas áreas agrícolas no interior do país.

O projeto de absorção de trabalhadores estrangeiros terá início em abril desse ano e nos próximos 5 anos a expectativa é receber um total de 36,5 mil trabalhadores de outros países na área agrícola.

O problema é que o novo sistema permite a transferência do trabalhador para outra empresa, desde que ele atue na mesma área estipulada pelo visto.

Na agricultura a tendência é que os estrangeiros escolham atuar em regiões próximas aos grandes centros devido a praticidade. Isso cria um problema para regiões agrícolas prósperas, mas que estão afastadas das grandes cidades. Há chances delas não conseguirem assegurar a quantidade necessária.

O Ministério da Agricultura estuda intervir na situação e agir em conjunto com empresas, organizações e comitivas agrícolas do país para pensar, discutir e estabelecer medidas de obtenção de mão-de-obra.

De forma concreta, o ministério quer mapear de maneira contínua as regiões que receberão os trabalhadores estrangeiros. A partir desses dados, eles querem descobrir, por quais motivos certas regiões são mais escolhidas do que outras.

A obtenção desses detalhes pode ajudar o ministério e as empresas agrícolas das áreas interioranas do país a adotar medidas que incentivem a vinda de estrangeiros para essas regiões pouco atrativas a primeira vista.

No entanto, existe a possibilidade de certas áreas não conseguirem corresponder a expectativa dos estrangeiros, mesmo com dados concretos, pois a adoção de certas medidas dependem da capacidade econômica dessas regiões, que pode não ser o suficiente para a realização de determinadas obras.

Fonte: NHK WEB NEWS

Curtir e Compartilhar: