Curtir e Compartilhar:

O Ministério das Finanças do Japão anunciou que vai aumentar a emissão de títulos públicos a partir do ano fiscal de 2021, que começa em abril do mesmo ano.

O governo japonês estima que para manter um crescimento de 1,5% do PIB será preciso um orçamento de 2,6 trilhões de ienes a mais para a área de seguridade social até 2023.

Para cobrir as novas despesas, o governo pretende emitir títulos públicos. O montante estimado é de 3,1 trilhões de ienes, somando 26,5 trilhões de ienes em títulos.

A emissão de títulos públicos servem para cobrir a dívida do país. O Japão vinha diminuindo a emissão de títulos desde 2011, dando sinais aos credores de que o país não aumentaria mais sua dívida.

No entanto, como a dívida japonesa segue aumentando, a partir de 2021 será feito o primeiro aumento na emissão de títulos públicos em 11 anos, com o montante atingindo valores mais elevados em 2023.

O Japão é um dos países com a maior dívida pública do mundo, embora a situação não seja considerada uma ameaça pelos maiores órgãos financeiros do mundo, como o FMI.

Curtir e Compartilhar: