Curtir e Compartilhar:

TÓQUIO – A ministra da Justiça do Japão, Masako Mori, participou na quinta-feira (4) da primeira reunião do Ministério da Justiça para tratar de medidas de proteção para vítimas de crimes sexuais.

A reunião foi realizada online por conta da pandemia de COVID-19 entre membros do governo e especialistas em leis e crimes sexuais.

A ministra da Justiça lembrou que no momento em que a reunião ocorria, “Sinto uma grande dor quando penso neste exato momento há pessoas sendo vítimas de crimes sexuais mesmo em lugares que podem ser considerados seguros, como casas e escolas”.

A ministra disse que se for preciso entrará com um pedido para alterar as leis do país a fim de garantir a proteção de vítimas de crimes sexuais quando necessário. Atualmente, até que uma vítima receba a proteção é preciso esperar por uma decisão das autoridades, que pode demorar alguns dias, semanas ou até meses.

Mori quer que o procedimento seja mais rápido e prometeu tornar a lei mais adaptável a este tipo de situação.

Outras reuniões sobre o tema devem ser realizadas pelo Ministério da Justiça nas próximas semanas, embora nenhuma data tenha sido divulgada.

Curtir e Compartilhar: