Curtir e Compartilhar:

TÓQUIO – O ministro da Defesa japonês, Taro Kono, instruiu as Forças de Autodefesa (SDF) o que fazer se avistarem objetos aéreos não identificados que possam representar uma ameaça à segurança nacional.

Kono pediu aos membros encarregados de proteger o espaço aéreo do Japão, que registrassem na câmera qualquer fenômeno que pudessem detectar e analisassem o máximo possível.

O ministro afirmou no passado: “falando francamente, eu não acredito em OVNIs.”

Sua instrução, que também exige análises sobre o recebimento de tais informações do público, veio após sua reunião com o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Mark Esper, em Guam, no final do mês passado, durante a qual a questão foi levantada como uma nova área potencial de cooperação de segurança Japão-EUA .

Até agora, não houve casos conhecidos que as Forças de Autodefesa do Japão tenham avistado ou encontrando OVNIs, de acordo com o Ministério da Defesa.

No início de agosto, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos anunciou a criação de uma Força-Tarefa de Fenômenos Aéreos Não Identificados. A criação da unidade surgiu depois que o Pentágono autorizou, em abril, o lançamento de três vídeos capturando “fenômenos aéreos não identificados” que já circulavam entre o público.

Após o lançamento dos clipes, Kono sugeriu que ele também iria criar procedimentos para o SDF ao detectar tais objetos aéreos.

Os procedimentos foram formulados também levando em consideração que o SDF pode encontrar aeronaves não convencionais na parte de trás do avanço da tecnologia de drones, de acordo com o ministério.

Fonte: Kyodo

Curtir e Compartilhar: