Curtir e Compartilhar:

Uma nova foto do icônico cachorro Hachiko foi doada para o museu de Shirane Kinen Shibuya-ku Kyodo no domingo (27).

A foto mostra o cachorro da raça Akita feliz e foi tirada em 1933, quando Hachiko tinha 10 anos de idade. O museu guarda cerca de 70 fotos de Hachiko e pretende exibi-las ao público entre os dias 29 de janeiro e 24 de março.

A imagem mais recente foi doada por uma ex-aluna do professor Hidesaburo Ueno, o dono do Hachiko. Yaeko Ogi, de 96 anos, morava próxima a residência do professor Ueno e brincava frequentemente com Hachiko.

Ela conta que quase sempre encontrava o cão quando voltava para casa. Na época, ela era aluna do ensino elementar e revela que Hachiko era um cachorro muito esperto e fofo.

Segundo Yaeko, o seu pai tirou muitas fotografias de Hachiko, porém, a grande maioria foi queimada durante os bombardeios americanos na Segunda Guerra Mundial. Pouco tempo depois da guerra, Yaeko achou na casa de seus pais a única foto restante de Hachiko.

Ela guardou com carinho a imagem, mas decidiu doá-la para a posteridade em 2017. Após uma análise cuidadosa, essa semana o museu confirmou a veracidade da foto e vai mostrá-la ao público.

A história de Hachiko

A história de Hachiko ficou conhecida no mundo todo pela lealdade do cachorro.

Hachiko nasceu no ano de 1923, onde hoje é a cidade de Odate, província de Akita. Ele foi adotado por Hidesaburo Ueno em 1924, então professor da Universidade Imperial de Tóquio (atual Universidade de Tóquio).

Todos os dias ele esperava pelo seu dono na estação de Shibuya, mas no dia 21 de maio de 1925, Ueno sofreu uma hemorragia cerebral durante o trabalho e nunca mais voltou para Hachiko. Ainda assim, o cachorro continuou a esperá-lo todos os dias próximo à estação de Shibuya.

A senhora Yaeko mencionada na reportagem cuidou de Hachiko depois da morte de Ueno. O cão chegou a ficar na casa de Yaeko, embora saísse todos os dias para esperar por Ueno em Shibuya.

Apesar da persistência de Hachiko, os anos foram passando e sua saúde começou a ficar debilitada. O cachorro esperou firmemente o retorno do seu dono, porém não resistiu às doenças e morreu no dia 8 de março de 1935.

A história de Hachiko já foi reproduzida em filmes e livros, além de diversas referências serem feitas em outras mídias.

Hoje, Hachiko continua a esperar por Ueno. Uma estátua do cão foi construída em frente à estação da JR Shibuya. O local virou um ponto de referência e encontro dos japoneses e estrangeiros que passam pelo local.

Informações do Museu Shirane Kinen

Endereço: 〒150-0011 Tóquio, Shibuya-ku, Higashi 4-9-1
Horário de funcionamento: terça à domingo das 11h às 17h (entrada até às 16h30)
Entrada: 100 ienes (adultos) e 50 ienes (crianças)

Fonte: Jiji.com

Curtir e Compartilhar: