Curtir e Compartilhar:

TAKAMATSU – Um pequeno navio que transportava 62 pessoas, a maioria estudantes da 6ª série em uma viagem escolar, naufragou na quinta-feira (19) no mar de Seto, província de Kagawa e foram resgatados por navios da Guarda Costeira do Japão e barcos pesqueiros próximos.

De acordo com a Guarda Costeira, o navio de 19 toneladas carregava 52 crianças no momento do acidente, que teve dois dos alunos e um guia turístico de 72 anos levados ao hospital por hipotermia.

A guia feminina necessitou de pequenos tratamentos após ingerir água do mar, enquanto os alunos, um menino e uma menina, voltaram para casa após receberem cuidados.

O grupo de crianças da Escola Primária Kawatsu em Sakaide, estava no meio de uma excursão escolar de dois dias que começou quarta-feira e incluiu um cruzeiro no Mar de Seto.

De acordo com o escritório da Guarda Costeira, o capitão do navio, que operava como um “táxi marítimo”, contatou o resgate por volta das 16h40, dizendo que o navio estava entrando água depois de colidir com um objeto flutuante no mar da Ilha de Yoshima.

O corpo de bombeiros local também recebeu um relatório do escritório da guarda costeira, dizendo “Um navio que transportava crianças do ensino fundamental está prestes a afundar e acredita-se que elas estejam flutuando no mar, vestindo coletes salva-vidas.”

Todas as 62 pessoas a bordo, incluindo cinco professores, dois guias turísticos e três membros da tripulação, foram resgatados por volta das 17:50, antes do naufrágio.

Após o acidente, Toyohiro Shirakawa, diretor da escola primária, e outros disseram em uma entrevista coletiva que o navio começou a afundar 10 minutos após atingir o objeto.

As crianças foram orientadas a permanecer no convés ou no telhado do navio, mas depois esperaram dentro do navio inundado, disseram os professores.

De acordo com o conselho de educação da cidade, o capitão de 45 anos disse às crianças para usarem coletes salva-vidas e pularem no mar. Quando os navios da guarda costeira chegaram na área, muitas das crianças já estavam no mar, enquanto mais de 10 pessoas permaneciam no telhado do navio.

Shirakawa disse que embora alguns tenham entrado em pânico, as crianças do grupo estavam encorajando umas às outras.

A guarda costeira local planeja questionar o capitão e outros membros da tripulação para determinar a causa do acidente.

Fonte: Kyodo

Curtir e Compartilhar: