Curtir e Compartilhar:

AÚSTRIA – O ex-piloto de Fórmula 1, Niki Lauda, morreu na segunda-feira (20).

Lauda morreu aos 70 anos. As informações oficiais da morte do piloto ainda não foram confirmadas, mas acredita-se que ele faleceu em Viena de uma falência renal.

A morte do piloto foi sentida no mundo todo. Lauda foi tricampeão de Fórmula 1 e uma lenda do esporte ao motor. Seus três títulos mundiais foram conquistados em uma época em que a morte andava lado ao lado com os pilotos.

O austríaco estreou em 1971 na Fórmula 1 e conquistou seu primeiro campeonato em 1975. Mas foi no ano seguinte que ocorreu a passagem mais marcante da vida e carreira de Lauda.

No GP da Alemanha, o piloto sofreu um grave acidente que queimou todo o seu corpo e deixou sequelas. Ele passou semanas internado e muitos na Fórmula 1 davam sua morte como certa. No entanto, Lauda voltou heroicamente para as pistas 6 semanas depois do acidente e só perdeu o título mundial de 1976 na última corrida por desistir por causa das condições climáticas extremas do GP do Japão.

A história da Lauda rendeu um filme chamado Rush que conta a história de rivalidade do piloto austríaco com o rival inglês, James Hunt.

Lauda ainda seria campeão da Fórmula 1 em 1977 e 1984, o último campeonato por meio ponto sob o francês Alain Prost.

Antes de sua morte, Lauda ocupava o cargo de presidente não executivo da Mercedes, equipe que atualmente domina a Fórmula 1.

Veja o comunicado emitido pela família do piloto:

– Com profunda tristeza, anunciamos que nosso amado Niki morreu pacificamente com sua família na segunda-feira, 20 de maio de 2019. Suas realizações únicas como atleta e empreendedor são e permanecerão inesquecíveis; seu incansável entusiasmo pela ação, sua franqueza e sua coragem permanecem um modelo e uma referência para todos nós. Era um marido amoroso e atencioso, pai e avô longe do público, que sentirá sua falta”

Fonte: NHK WEB NEWS, Globo Esporte, TV Asahi 

Curtir e Compartilhar: