Curtir e Compartilhar:

Patricia Yukari Nakamura Okamoto (40) veio ao Japão quando estava para completar 14 anos. Ainda muito jovem, chegou com seus três irmãos mais novos para encontrar seus pais que já moravam no Japão como dekasseguis. Foi estudar na escola japonesa e no início passou por diversas dificuldades.
Ainda quando criança, em diversos momentos, percebia seu interesse pela gastronomia. Aos 13 anos ela estudava a arte da culinária na TV e em livros de receitas. Não teve muita oportunidade e nem condições no início, mas mesmo assim, a paixão pela culinária em geral era muito grande. Era tanto que quando comia algo diferente que gostasse em algum restaurante ou mesmo no almoço do Chuugako, ela chegava em casa e replicava o prato com o que ela achava que poderia ser. A cozinha de sua mãe se tornou um local de experiência e com o tempo ela foi se interessando pelo mundo da confeitaria.
Vendeu seu primeiro bolo no Japão com 15 anos de idade para uma amiga da família, a Sra. Chiyoko, proprietária do Bento & Cia na província de Gunma, que observava seu talento e esforço e lhe deu uma oportunidade. Apostando no talento de Patrícia, encomendou o bolo de aniversário de 2 anos de seu filho. Com tamanha responsabilidade e ainda inexperiente, Patricia muito dedicada encarou o desafio e fez o bolo confeitado com sucesso. Desde então não parou mais.


No início atendia apenas familiares e amigos. Com a alta demanda, começou a ficar difícil conciliar seu emprego contratual com as encomendas. Patrícia trabalhou como tradutora da Hello Work na cidade de Ota por mais de 5 anos. Ficou se desdobrando por um período, mas já não estava aguentando mais a sobrecarga estressante de conciliar os dois trabalhos. Na renovação do contrato, optou por acreditar em seu potencial e fazer o que mais gostava.
Espantada com seu próprio desempenho, ela diz ser difícil explicar como tudo começou. Mas conta que tudo foi acontecendo a partir do famoso boca a boca. Clientes de 10 anos atrás geraram clientes de 8 anos, 5 anos e assim foi surgindo a clientela. E junto com o sucesso inesperado surgiu também o medo, de que um hobby se tornaria uma profissão. Logo ela percebeu que não seria um peso e que de fato ela era capaz. E ao contrário do que pensou, achava cada dia mais prazeroso criar doces, fazê-los e ensiná-los. “Poder apoiar e dar o suporte à alguém como aconteceu à quase 25 anos, quando uma pessoa fez isso por mim, é muito gratificante”, contou Patrícia.
“Ser empreendedor em um país, onde a cultura, a escrita e a língua é diferente, dificulta um pouco. No início foi bem difícil e as vezes quando a receita era complexa dificultava ainda mais” disse ela. Patrícia estudou por um período na escola japonesa e isso a ajudou. Mas ela mesma, depois de concluir os estudos, continuou se aprimorando e isso foi o que fez a diferença. Poder pegar um livro de receita e executá-la é essencial. E por esse motivo, ela prioriza em seus cursos dar suporte para as alunas a entender e executar. Compreender os ingredientes e as diferenças que existem, como no momento de utilizar um fermento próprio para pães doces ou pães salgados, apesar de parecer pouco, faz a total diferença na hora de produzir um produto de qualidade.
“O estudo e a arte da culinária não tem limites”, diz ela que nos últimos 5 anos fez cursos de especialização pela internet e cursos presenciais na Le Cordon Bleu, L’école Valhrona e na Chocolate Academy no Japão.
Na área de Confeitaria o que a ajudou muito foi os livros de receitas, os testes que que fazia, e as pesquisas na internet.
“A perfeição vem com a experiência, fazer, refazer e não desistir é essencial para quem busca por um bom resultado” disse Patrícia.
Com vários projetos ainda guardados à 7 chaves, Patrícia promete que trará novidades no tempo de Deus, assim como tudo que aconteceu na vida dela até hoje.
Trabalhar com o que gosta é satisfatório e vai além do financeiro. Como todo início, ela passou por diversas dificuldades e nos disse que seria incapaz sem o apoio e suporte de sua família, pois para se tornar uma profissional independente da área requer tempo e dedicação.


Na época em que ela começou, não tinha condições financeiras para fazer cursos e seu nível de japonês quando adolescente não era o suficiente para cursos profissionais no Japão. Também não havia opção em português ou em inglês. Além disso, Patrícia foi mãe muito cedo e suas prioridades tiveram que mudar por conta do destino.
Mesmo com tantos obstáculos Patrícia não desistiu dos seus sonhos. “A maior satisfação é poder ver um sorriso quando alguém come meu doce e, principalmente quando finalizamos um curso e a aluna me abraça dizendo que aquelas aulas foram um divisor de água na vida dela. Ou aquela que tinha medo de fazer doces e depois termina me dizendo que quando sair da fábrica terá uma profissão.”
Hoje em dia, Patrícia se dedica a fazer o que ama e se sente realizada por poder facilitar em seus cursos tudo que teve dificuldades em sua época. Ensinar e ver os resultados das alunas, mostrar que com dedicação, é possível se tornar um profissional independente do idioma, idade ou situação financeira.
“Faça o que você ama fazer, use os talentos que foram entregues nas suas mãos com sabedoria, não deixe que os outros e nem você mesmo as enterre. Faça dar frutos cada semente posta em suas mãos e por mais que você não veja brotar rapidamente, não desista por que cada semente plantada requer tempo, regar, adubar e requer “
Para Patrícia outro ponto importante para qualquer empreendedor é que não se preocupar com a concorrência.
“Tenha o seu eu de hoje como o seu concorrente de amanhã. Se cada um entendesse que os dons e talentos foram dados por Deus, não existiria inveja ou ciúmes. Confesso que não conheço muitas pessoas nessa área aqui no Japão mas quando você admirar ou se inspirar no trabalho de outros profissionais, seja sincero consigo mesmo, isso gera caráter profissional e um dia outros também se inspirarão em você.” Para quem ainda não conhece seus cursos não deixe de visitar a página no Facebook Pattys Sucré par Patty Okamoto ou entre em contato para mais informações através do número 070-7470-2849.

Curtir e Compartilhar: