Curtir e Compartilhar:

As 16 nações que negociam a Parceria Econômica Regional Abrangente (RCEP) anunciaram as diretrizes do possível acordo de livre comércio na segunda-feira (4).

O futuro bloco econômico que inclui nações de peso como China, Japão e Índia deu mais um passo para incentivar o livre comércio na região do Pacífico.

As negociações burocráticas e redação de documentos avançaram durante o encontro de cúpula das nações do sudeste asiático que está sendo realizada na Tailândia.

Os países que compõem o futuro bloco anunciaram que terminaram as negociações em relação às taxas de diversos setores do comércio entre os países do bloco. Espera-se agora que a assinatura do tratado de livre comércio do RCEP seja feita em 2020.

Entretanto, apesar dos avanços, a Índia discorda de alguns pontos do acordo e não se mostrou totalmente satisfeita com as negociações. A participação da Índia é de grande importância para o bloco, pois o país é considerado um futuro gigante econômico da Ásia e do mundo. O governo indiano, no entanto, mantem atritos com a China na área comercial, além de temer a expansão chinesa próxima ao seu território.

O Japão tenta convencer a Índia a fazer parte do bloco e conversa com os diversos países do bloco para encontrar uma solução.

Curtir e Compartilhar: