Curtir e Compartilhar:

O papa Francisco nomeou um novo bispo para a Diocese de Saitama e dois bispos auxiliares para a Arquidiocese de Osaka no Japão. Todos os três bispos eleitos viveram em países de língua espanhola.

O padre Mario Michiaki Yamanouchi, 62, foi nomeado bispo de Saitama. Ele nasceu em uma família católica na cidade de Oita, no Japão, em 1955. Quando ele tinha 8 anos de idade, sua família emigrou para a Argentina para criar seus filhos em um país católico. Foi ordenado sacerdote aos 29 anos e trabalha no Japão desde 1997. Desde 2014 é responsável dos salesianos no Japão.

Desde 2013, a sede episcopal de Saitama está vaga, e o arcebispo Takeo Okada, de Tóquio, administrou a diocese mesmo após sua aposentadoria como arcebispo de Tóquio em dezembro passado. A diocese tem cerca de 21.500 católicos japoneses e um número maior de católicos das Filipinas e da América do Sul.

O padre claretiano Josep Maria Abella Batlle, 68, e o padre Toshihiro Sakai, 58, foram nomeados bispos auxiliares da Arquidiocese de Osaka. O arcebispo de Osaka Manyo Maeda se tornará cardeal em uma assembléia em 28 de junho.

Padre Abella, da Catedral de St. Mary em Osaka, chegou ao Japão em 1973 e foi ordenado sacerdote em 1975. Serviu como provincial claretiano de 1981 a 1992 e como superior geral dos missionários claretianos de 2003-15.

Padre Sakai, secretário-geral da Prelazia do Opus Dei no Japão, nasceu na província de Hyogo em 1960 e ingressou no seminário do Opus Dei na Espanha em 1985. Ele trabalhou na Arquidiocese de Nagasaki, onde ele e o cardeal designado Maeda, um sacerdote diocesano de Nagasaki, se tornaram amigos.

O padre Sakai é membro do Comitê Arquidiocesano de Osaka para a Liturgia.

A Arquidiocese de Osaka tem cerca de 50.000 católicos.

Curtir e Compartilhar: