Curtir e Compartilhar:

NOVA YORK – Autoridades americanas prenderam na quarta-feira (20) dois acusados de terem ajudado o brasileiro Carlos Ghosn a fugir do Japão no final de dezembro de 2019.

Michael Taylor (59) e seu filho Peter Taylor (27) foram presos pela polícia americana, depois de um mandato enviado por autoridades japonesas exigindo a prisão dos dois.

O pai Michael Taylor era um ex-soldado de uma unidade de elite do exército dos EUA. Ele foi o responsável por esconder o empresário brasileiro em uma grande caixa para transportá-lo ao aeroporto internacional de Kansai. A operação foi realizada em um hotel próximo ao aeroporto.

Já Peter Taylor foi o responsável por conversar e orientar Ghosn em sua fuga. Ele também fez as reservas no hotel, onde o empresário se hospedou antes da fuga, além de ter carregado a bagagem de Ghosn.

A polícia americana localizou Peter na quarta-feira, por conta de uma reserva de voo feita por Peter. Ele pretendia partir para o Líbano, onde se encontraria com o empresário brasileiro.

Curtir e Compartilhar: