Curtir e Compartilhar:

Tóquio – O Ministério dos Assuntos Internos e Comunicações do Japão anunciou os resultados do mais recente censo demográfico do país.

A pesquisa concluiu que no dia primeiro de janeiro de 2018, a população japonesa era de 125.209.603 pessoas. O número representa uma queda de 374.055 pessoas em relação à 2017, sendo também a nona queda seguida da população japonesa, desde o pico populacional de 2009.

Por províncias, as únicas a apresentarem aumento populacional foram Tóquio, Saitama, Kanagawa, Okinawa, Chiba e Aichi. O eixo Tóquio, Saitama, Kanagawa e Chiba recebe um forte fluxo de pessoas em decorrência do poder econômico da região. Já Aichi é uma província com muitas indústrias e, depois de Tóquio, é a região que mais possui oportunidades de trabalho, o que justifica o aumento populacional. Por sua vez, Okinawa possui um estilo diferente de vida do resto do país, o que tem ligação com o crescimento da população na província.

As outras 41 províncias do Japão tiveram decréscimo populacional. Hokkaido ao sul do Japão foi a que mais sofreu com a queda. Estima-se que a população total da província caiu em 34.800 pessoas, o que representa o sexto ano consecutivo de queda.

A quantidade de bebês nascidos no país também se manteve abaixo dos 100 mil, registrando 948.396 nascimentos. O número é o menor desde que a estatística começou a ser coletada em 1979.

Por outro lado, o número de estrangeiros no Japão continua aumentando. A quantidade de pessoas de outros países com um visto de permanência acima de 3 meses alcançou os 2.497.656, uma alta de 7,5% em relação à 2017. Com o aumento os estrangeiros totalizam 1,96% da população do país.

Com exceção da província de Nagasaki, o aumento no número de estrangeiros ocorreu em todas as outras 46 províncias do país.

Fonte: ANN NEWS, NHK WEB NEWS

Curtir e Compartilhar: