Curtir e Compartilhar:

MOSCOU – O presidente da Rússia, Vladmir Putin, declarou na quinta-feira (6) que a aliança militar entre EUA e Japão é um entrave para que os dois países assinem um acordo de paz.

Putin abriu uma entrevista a agência de notícias Tass dizendo que: “(a negociação de um tratado de paz) não é um assunto que eu e o premiê Shinzo Abe possamos resolver amanhã”, disse Putin, demonstrando intenção de prolongar as negociações.

O motivo alegado por Moscou para atrasar um possível acordo de paz é a aliança militar entre Japão e EUA, cada vez mais forte, por conta do crescimento militar da China nos mares da região.

A Rússia criticou o Japão por querer construir uma nova base em Okinawa mesmo com a oposição dos moradores locais. O governo japonês pretende transferir a base de Futenma, em Okinawa, para a região de Henoko. Tóquio e Washington já entraram em acordo e as obras estão em andamento.

Do outro lado, Tóquio e Moscou discutem a assinatura de um tratado de paz e a devolução dos chamados Territórios do Norte (para o Japão) ou Ilhas Curilas (para a Rússia), tomados do Japão depois da Segunda Guerra Mundial. Os russos temem que os americanos queiram instalar bases militares nas ilhas caso a devolução seja concluída.

As discussões devem continuar na reunião do G20, quando o presidente Vladmir Putin viaja ao Japão. Ele se encontrará com o primeiro-ministro Shinzo Abe no dia 29 de junho.

Fonte: TV Asahi 

Curtir e Compartilhar: