Curtir e Compartilhar:

Kofu – A primeira jogadora estrangeira a se tornar profissional de shogi (xadrez japonês) no Japão, Karolina Styczynska, esteve presente em um evento de promoção do jogo realizado em Kofu (Yamanashi).

A polonesa atingiu a inédita profissionalização em fevereiro do ano passado e virou notícia em todo o Japão, ao lado do jovem fenômeno Sota Fuji. A história de Karolina inclusive virou desenho animado e pode ser conferida no final desta matéria.

A jovem de 27 anos passou boa parte do seu tempo no Japão em uma universidade da província de Yamanashi. Enquanto tentava ser admitida como profissional, ela conciliava as partidas oficiais com os estudos da língua e cultura do Japão.

Após ser admitida pela Federação de Shogi do Japão, ela voltou a província esse fim de semana para participar de um evento com jogadores amadores, que reuniu cerca de 150 pessoas.

A maior parte do público é formado por crianças da escola média, sendo que a profissional polonesa atuou ao lado de outros profissionais, ensinando as crianças novatas as regras básicas do jogo e dando dicas para os mais experientes.

A profissional revelou ter uma grande consideração a província de Yamanashi, que é quase um segundo lar para ela, depois da Polônia. Ela também aproveitou para jogar shogi contra 5 adversários ao mesmo tempo, demonstrando as suas habilidades como profissional.

O sucesso de jovens como Katarina e o prodígio Sota Fuji tem levado mais e mais crianças a se interessarem pelo shogi. O jogo que é considerado uma versão oriental do xadrez estimula a concentração e o pensamento lógico das crianças, fatores que tem feito muitos pais incentivarem os filhos a prática do jogo.

Fonte: NHK WEB NEWS

Curtir e Compartilhar: