Curtir e Compartilhar:

TÓQUIO – O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, se pronunciou sobre as recentes chuvas, enchentes e deslizamentos de terra em Kumamoto.

No domingo (5) Abe prometeu que o governo vai prestar todo o apoio possível as vítimas.

“O mais importante agora é a vida das pessoas. No momento, 40 mil homens e mulheres da polícia, bombeiros, guarda costeira e Forças de Autodefesa estão participando das operações de resgate e localização dos desaparecidos. Continuaremos socorrendo aqueles que ficaram isolados em suas casas por conta das enchentes e o nosso efetivo trabalhará duro durante toda a noite para encontrar os desaparecidos”, disse Abe.

“Em meio ao forte calor e a pandemia de COVID-19, o apoio às vítimas é uma obrigação e dever urgente”, continuou o premiê japonês.

O governo japonês enviará comida, água, ventiladores, termômetros, banheiros portáteis e outros equipamentos e mantimentos para ajudar as pessoas que perderam suas casas por conta da enchente.

Outras medidas incluem assegurar quartos de hotéis e pousadas, além de casas públicas para as pessoas que ficaram sem um lar.

O governo japonês quer impedir de todas as formas o aumento de vítimas por conta da insolação provocada pelo forte calor do verão japonês, além do risco de contaminação pela COVID-19.

Curtir e Compartilhar: