Curtir e Compartilhar:

Professores universitários de várias universidades de língua japonesa do Japão se uniram para criar uma organização e iniciaram em dezembro de 2018, uma petição online para pedir que o governo do país acelere a criação de políticas de ensino de língua japonesa para estrangeiros.

A partir de abril de 2019 o número de estrangeiros começará a aumentar no país, por conta da aprovação da nova lei de imigração, que pretende trazer em um período de 5 anos, cerca de 340 mil trabalhadores estrangeiros. Atualmente vivem no país um total de 2,6 milhões de pessoas de diversas nacionalidades.

O governo japonês definiu a nova lei de imigração em dezembro de 2018 e na ocasião prometeu que faria o possível para aprovar uma lei que melhorasse a educação em língua japonesa para estrangeiros. No entanto, desde então, pouco tem se falado sobre a nova lei e os professores universitários querem uma definição antes de abril.

A organização dos professores universitários exige medidas rápidas do governo e ressalta que o problema com a educação em língua japonesa já é antigo.

O grupo lembra do caso dos operários de fábrica estrangeiros, que não possuem um bom nível de língua japonesa e, mesmo vivendo há anos no país, seguem sem conseguirem se adaptar à sociedade local.

A petição online será direcionada ao Ministro das Relações Exteriores, Taro Kono, e ao Ministro da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia, Masahiko Shibayama.

A petição não se limita apenas aos trabalhadores estrangeiros, mas também exige educação de qualidade em língua japonesa para crianças e intercambistas de outros países.

A organização lembra ainda, que embora ONGs e voluntários trabalhem para ajudar os estrangeiros, dados da Agência de Cultura do Japão revelam que 550 mil estrangeiros não tem qualquer suporte oficial do governo ou das ONGs, devido à falta de infraestrutura educacional.

A meta do grupo é o de coletar 100 mil assinaturas. No entanto, até o dia 22 de janeiro apenas 5,2 mil haviam sido coletadas, ou seja, o objetivo ainda está longe de ser concluído.

Fonte: HUFFPOST JAPAN

Curtir e Compartilhar: