Curtir e Compartilhar:

FUKUOKA – As províncias do sul do Japão seguem enfrentando fortes chuvas, que na noite de segunda-feira (6) se dirigem para o leste do Japão.

Contudo, a situação em Kyushu continua complicada e as províncias de Fukuoka, Saga e Nagasaki seguem em alerta máximo. O governo destas províncias quer evitar o que ocorreu em Kumamoto.

Até às 21 horas da noite de segunda, havia chovido 60 mm em uma hora em Kikuchi, Kumamoto. Já no Monte Unzen, em Nagasaki, havia sido 51,5 mm.

Com a intensificação das chuvas, as três províncias pedem que seus cidadãos fiquem atentos aos alertas do governo local, principalmente os pedidos de evacuação. No caso deles serem emitidos, o governo pede que as pessoas tentem encontrar o abrigo mais próximo.

Cada abrigo é definido por cada bairro das cidades japonesas, então a recomendação é consultar com antecedência onde fica localizado o do seu próprio bairro. Especialmente a noite, quando as condições de visibilidade ficam piores, saber de antemão onde fica o abrigo pode ser um grande diferencial entre a vida e a morte.

No caso de não ser possível se deslocar até o abrigo, por conta de uma situação perigosa, a recomendação é se abrigar em andares mais altos de prédios e edifícios resistentes. Além das enchentes, a prevenção evita possíveis problemas com os deslizamentos de terra.

Até o momento as províncias de Nagasaki, Saga, Fukuoka, Kumamoto, Nagano, Gifu, Yamaguchi, Oita, Kagoshima, Kochi, Hiroshima, Nara e Shizuoka emitiram o alerta de deslizamentos de terra.

Nagano, Fukuoka, Kumamoto, Gifu e Yamaguchi emitiram o alerta de inundações.

Curtir e Compartilhar: