Curtir e Compartilhar:

“Quando eu vou pescar naquele quebra-mar no porto de Kashima, digo para minha mulher que é possível que eu não volte”, diz um funcionário de empresa e amante da pesca nos fim-de-semana, que pediu para não ser identificado.
O local a que este pescador se refere é o quebra-mar sul (minami bouhatei) do porto de Kashima, no município de Kamisu-shi, em Ibaraki-ken, um ponto famoso entre os amantes da pesca. Lá é possível se pescar uma grande variedade de peixes cobiçados pelos aficcionados, e em tamanhos de dar água na boca. O quebra-mar tem um comprimento de 4 km. As águas quentes que vêm da Usina Elétrica de Kashima e são descarregadas perto do quebra-mar, além do formato em L do quebra-mar, fazem do local um viveiro  preferido dos peixes, que abundam nas proximidades da estrutura de concreto.


Mas o “point” é também conhecido como o “quebra-mar da morte” (shi no bouhatei). As ondas altas e violentas que por vezes açoitam a estrutura de concreto já levaram a vida de pelo menos 68 amantes deste hobby.
O quebra-mar tem dois portões trancados com cadeados e com cartazes grandes de “proibido a entrada”, mas é como se nada adiantasse contra a loucura dos aficcionados pela pesca: Todos os dias se vê pescadores destemidos que conseguem entrar de alguma forma para realizar seus desejos incontroláveis.
Há inclusive boatos de que os pescadores têm cópias das chaves dos cadeados dos portões e os distribuem entre eles.

Curtir e Compartilhar: