Curtir e Compartilhar:

A montadora francesa Renault registrou uma perda líquida anual de 141 milhões de euros, cerca de 153,1 milhões de dólares – sua primeira perda em 10 anos.

Os executivos culparam a queda nas vendas e a renda reduzida do parceiro da aliança Nissan Motor.

A Renault reduziu sua meta de lucro para 2020. Diz que a volatilidade das vendas nos mercados globais e a disseminação do novo coronavírus estão dificultando a obtenção de uma imagem clara do próximo ano.

A Renault opera uma fábrica em Wuhan, China, centro da epidemia. A planta suspendeu as operações.

Na quinta-feira, a Nissan anunciou uma queda de 80% no lucro líquido do exercício encerrado em março. Foi o pior resultado desde 2009.

Na Bolsa de Tóquio, na sexta-feira, as ações da Nissan despencaram quase 10%. Isso foi depois que a empresa anunciou que cortaria seu dividendo anual para 10 ienes por ação, o menor desde 2011.

Isso é mais uma notícia ruim para a Renault. O parceiro francês detém uma participação de 40% na Nissan.

Curtir e Compartilhar: