Curtir e Compartilhar:

TÓQUIO – A pandemia forçou a sociedade a remodelar a forma como as pessoas interagem e os robôs estão preenchendo rapidamente o vazio, a ponto de ajudar a aliviar os sentimentos de solidão no mundo onde o distanciamento social se tornou a nova norma.

Enquanto no passado os robôs eram usados ​​principalmente para realizar tarefas como limpeza, sua capacidade de remover a necessidade de contato próximo agora elevou seu status e importância.

Em fevereiro, a empresa Seikatsu Kakumei Inc. de soluções de robôs e tecnologia começou a vender o “robô de teletransporte digital” para ajudar as empresas a realizar atividades voltadas para o cliente durante a pandemia.

Yuko Miyazawa, CEO da Seikatsu Kakumei, Inc., uma empresa de robôs e soluções de tecnologia com sede na província de Saitama (Foto cortesia de Seikatsu Kakumei, Inc.) (Kyodo)

Ao ajudar lojas, showrooms, convenções e exposições comerciais a lidar com os visitantes, os robôs “podem aproximar as pessoas do estado normal de comunicação”, disse o CEO Yuko Miyazawa. “Ficar escondido em uma sala não é natural para os seres humanos”, acrescentou.

Com sede em Saitama, o serviço, que rapidamente se tornou um dos produtos mais populares da empresa, fornece robôs avatares controlados remotamente para substituir a equipe. O rosto do operador é mostrado em tempo real em uma tela de tablet na parte superior do robô, que pode ser navegada para levar os clientes às exibições de produtos.

“As pessoas vêm porque querem apreciar o produto real”, disse Miyazawa. “Se esse valor for perdido, não haverá diferença em apenas comprar online.”

Desde abril, um dos maiores clientes da empresa, a grande construtora japonesa Aqurahome Co., posicionou esses robôs avatar em 17 casas modelo em todo o país para que os agentes mostrassem os compradores em potencial, com planos de expandir o serviço.

Um dos vários robôs avatar usados ​​em casas modelo pela Aqurahome Co. (Foto cortesia de Seikatsu Kakumei, Inc.) (Kyodo)

Além de ajudá-los a aderir às normas de distanciamento social, os robôs são econômicos para as empresas, que não precisam mais pagar pelos custos de viagem dos funcionários para locais específicos. E os especialistas ou representantes de vendas que os operam a distância, podem estar em qualquer lugar do mundo.

Outro efeito da pandemia é empurrar as empresas tradicionais, muitas das quais relutam em se afastar de uma cultura “face a face” profundamente enraizada, para abraçar as possibilidades que a mudança tecnológica oferece.

Fonte: Kyodo

Curtir e Compartilhar: