Curtir e Compartilhar:

O primeiro-ministro do Japão está alertando a toda população no país a se prepararem para uma batalha prolongada contra o coronavírus.

Segundo Shinzo Abe, os surtos nos Estados Unidos e na Europa sugerem que o número de casos no Japão podem aumentar mais de 30 vezes nas próximas duas semanas.

Ele disse que funcionários do governo trabalharão com as autoridades locais para conter a propagação do vírus. Mas ressaltou que a princípio, não será necessário declarar um estado de emergência nesta fase.

Abe disse que um plano de estímulo econômico de emergência será elaborado nos próximos 10 dias. Incluirá benefícios em dinheiro para as famílias e que provavelmente seja maior do que um conjunto após a crise financeira global de 2008.

Abe disse que o governo implementará reduções e isenções de impostos locais, assim como empréstimos sem juros e um novo sistema de benefícios para pequenas empresas.

O primeiro-ministro disse ainda que medidas serão introduzidas para estimular a demanda por empresas que trabalham em viagens, transporte, restaurantes e organização de eventos quando a propagação da infecção for controlada.

Curtir e Compartilhar: