Curtir e Compartilhar:

Japão e Coreia do Sul tentam se reaproximar mais uma vez e mais um passo foi dado na segunda-feira (4) durante o encontro de cúpula da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN).

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, encontrou com o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, para uma breve reunião de 10 minutos.

A conversa ocorreu por volta das 11 horas da manhã da segunda-feira as portas fechadas entre os dois líderes e seus intérpretes.

O conteúdo completo da conversa não foi revelado, mas o primeiro-ministro Shinzo Abe agradeceu o presidente sul-coreano por enviar um representante do país a cerimônia de entronização do imperador Naruhito na semana retrasada, além de enviar condolências a família do presidente sul-coreano, cuja mãe morreu na última semana.

O líder sul-coreano agradeceu as palavras do premiê japonês e enfatizou que Seul quer melhorar as relações diplomáticas com Tóquio.

Abe disse à Moon que o caso dos sul-coreanos forçados a trabalhar em fábricas japonesas durante a Segunda Guerra Mundial já é um problema resolvido, segundo o tratado de cooperação entre os dois países assinado em 1965, e que estipula regras para a resolução de problemas entre as duas nações.

O premiê japonês transmitiu o ponto de vista japonês ao líder sul-coreano e também disse esperar que as relações entre os dois países melhore.

Nas últimas semanas a Coreia do Sul recuou de sua posição ofensiva contra o governo japonês e decidiu negociar com o lado japonês. Especialistas acreditam que os problemas internos na Coreia do Sul, envolvendo escândalos da administração de Moon Jae-in tenham influenciado a mudança de postura de Seul em relação à Tóquio.

Curtir e Compartilhar: