Curtir e Compartilhar:

TÓQUIO – A Sociedade de Pediatria do Japão lançou na terça-feira (12) um apelo para os pais, para que não deixem de vacinar seus filhos contra doenças como coqueluche (tosse convulsa), meningite e outras doenças de risco.

A Sociedade informou que em abril houve queda de 35% no número de crianças vacinadas contra estas doenças. O período usado na comparação é o mês de abril de 2019. Foram coletados dados de três centros de saúde da capital japonesa.

Os pais têm evitado levar seus filhos para os centros de saúde devido à pandemia do COVID-19, deixando para depois vacinas consideradas essenciais pela organização.

A Sociedade alerta que parte das vacinas podem evitar o agravamento de doenças provocadas pelo novo coronavírus, sendo essenciais para a proteção das crianças.

Aos pais que querem evitar aglomerações, é possível entrar em contato com os centros médicos e agendar as vacinas em horários específicos, a fim de evitar aglomerações.

Curtir e Compartilhar: