Curtir e Compartilhar:

GENEBRA – O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom, disse a imprensa na sexta-feira (3) que os testes de alguns remédios contra a COVID-19, devem ter seus resultados preliminares anunciados dentro de duas semanas.

O principal candidato a remédio contra o vírus é o Remdesivir. Um experimento está sendo realizado em 39 países, com 5.500 pessoas para saber se o remédio é eficaz no combate à COVID-19.

O governo japonês já reconhece o remédio como forma de tratamento ao vírus, mas ele ainda não é aceito pelas autoridades de outros países e pela OMS. Caso os resultados parciais sejam positivos, espera-se que outros países comecem a usá-lo como uma forma de combater o novo coronavírus.

O diretor-geral da OMS destacou também que o mundo não vive uma segunda onda de COVID-19. Na opinião dele, o que houve é que muitos países não conseguiram frear por completo a primeira onda, por isso o número de casos está aumentando em uma parte destes países.

Curtir e Compartilhar: