Curtir e Compartilhar:

Com quase 2 mil casos confirmados de coronavírus por todo o país, o primeiro-ministro da Tailândia, Prayut Chan-ocha decidiu impor um toque de recolher em todo o território nacional. Entre 22h e 4h, a população só poderá sair de casa para buscar atendimento médico ou trabalhar. Quem desrespeitar as novas regras pode ser preso e pagar multa de até US$ 1,2 mil. Segundo o ministro, era necessário a população priorizar a saúde em vez da liberdade.

Desde a última sexta-feira (03), quando o toque de recolher entrou em vigor para conter o surto do vírus, a noite ficou silenciosa em um distrito de entretenimento na capital Bangkok.
O turismo é uma das principais indústrias da Tailândia. As ruas do bairro do entretenimento estão cheias de bares e salas de karaokê, que geralmente estão lotadas de pessoas todas as noites.
Na última sexta-feira, mesmo antes do início do toque de recolher, lojas e letreiros já permaneciam apagados. As barracas de comida fecharam mais cedo, pois haviam poucas pessoas nas ruas.
Salões de massagens e outros locais de entretenimento em Bangkok já estavam fechados desde o final do mês passado.

Mesmo diante de toda precaução para conter o surto do vírus, o país continua a relatar mais de 100 novos casos de infecção quase diariamente.

Curtir e Compartilhar: