Curtir e Compartilhar:

O Departamento de Trabalho de Fukui divulgou na quinta-feira (31) dados referentes ao número de estrangeiros na província.

O levantamento compilou dados do final de outubro e registrou um total de 8651 trabalhadores estrangeiros, alta de 11,3% em relação à 2017.

Por nacionalidade, os brasileiros se destacam com 30% da população de trabalhadores estrangeiros, totalizando 2595 pessoas. A alta no percentual de brasileiros foi de 13,9%.

O crescimento da comunidade verde-amarela na região desbancou pela primeira vez os chineses, que vem logo em seguida, com 2179 trabalhadores. Os chineses registraram queda de 5,6% e devem ser ultrapassados em breve pelos vietnamitas.

A mão de obra vinda do Vietnã já soma 1824 pessoas e teve alta de 38,7%. A expectativa é que o percentual aumente ainda mais com a introdução dos novos vistos de trabalho, que visam, principalmente, trabalhadores do sudeste asiático.

Atualmente, grande parte dos asiáticos fazem parte do programa de estágio técnico do governo japonês. Um total de 3908 pessoas se encaixam nessa categoria, sendo que China e Vietnã totalizam 80% dos estagiários.

O caso dos brasileiros é diferente. A maioria tem visto de residência ou permanência, com alguns portando o visto de casado com japonês.

A maior parte dos estrangeiros trabalham na indústria manufatureira que tem crescido bastante na cidade de Echizen. Outras ocupações comuns são nos setores de construção e vendas.

Apesar da população de estrangeiros em Fukui ter crescido mais de 50%, a província possui apenas a 27° maior população de estrangeiros do Japão, embora a expectativa seja de crescimento para os próximos anos.

Fonte: Yomiuri Shinbun 

Curtir e Compartilhar: