Curtir e Compartilhar:

A Agência de Consumo do Japão alertou no sábado (29) a população japonesa dos riscos do consumo de mochi.

O alimento feito de arroz é muito popular no ano novo, mas devido a sua consistência pegajosa, ele pode matar uma pessoa por asfixia se as devidas precauções não forem tomadas.

Os acidentes envolvendo o alimento são comuns entre os idosos. Apenas em Tóquio, o número de casos registrados em 2017 na cidade foi de 94 pessoas, sendo que 12 morreram depois do alimento ficar preso na garganta. Do total, 87 pessoas ou cerca de 90% tinham mais de 65 anos.

Outra estatística relevante é a do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social do Japão. Segundo os dados, desde 2008 o número de vítimas por alimentos presos na garganta passou de 4 mil pessoas. A cada ano o número de mortos acima dos 75 anos vem aumentando, segundo o ministério.

Diante dos números, a Agência de Consumo recomenda que o mochi seja cortado em pequenos pedaços e que as pessoas procurem mastigar bem e várias vezes o alimento antes de empurrá-lo para a garganta.

No caso do alimento ficar preso, as autoridades recomendam chamar a ambulância imediatamente, além de bater forte nas costas da vítima ou fazer compressão abdominal.

Fonte: Jiji.com 

Curtir e Compartilhar: