Curtir e Compartilhar:

SEUL – Tropas norte-coreanas mataram um oficial sul-coreano que desapareceu no início desta semana.

O anúncio foi feito na quinta-feira (24) por militares da Coreia do Sul que disseram que as evidências sugeriam que o homem estava tentando desertar para o Norte quando foi relatado o desaparecimento de um barco de pesca na segunda-feira (21), cerca de 10 km (6 milhas) ao sul da Linha Limite do Norte (NLL), uma demarcação disputada de controle militar que atua como a fronteira marítima de fato entre as duas Coreias.

Não se sabe por que o oficial de 47 anos foi baleado. Militares sul-coreanos informaram que mergulharar o corpo da vítima em óleo e incendiaram no que provavelmente foi uma tentativa de prevenir um surto de coronavírus.

O escritório de segurança nacional da Casa Azul do presidente sul-coreano, disse que o assassinato foi um “crime contra a humanidade” e pediu que a Coréia do Norte se desculpasse e implementasse medidas para prevenir a recorrência de incidentes semelhantes no futuro.

Citando fontes de inteligência, os militares disseram que o homem não identificado parece ter sido interrogado no mar, ao norte do NLL e a cerca de 38 km (24 milhas) de onde ele desapareceu, antes de ser executado por “ordem de uma autoridade superior”. Tropas com máscaras de gás mergulharam o corpo em óleo e o incendiaram.

Fonte: Reuters

Curtir e Compartilhar: