Início Internacional Trump abordará questão de sequestro de japoneses na cúpula com Kim

Trump abordará questão de sequestro de japoneses na cúpula com Kim

270
Curtir e Compartilhar:

WASHINGTON/EUA – O presidente Donald Trump vai abordar a questão dos japoneses raptados pela Coreia do Norte em sua cúpula com o líder norte-coreano Kim Jong Un, disse um alto funcionário do governo dos EUA em 11 de abril.

O funcionário disse que os Estados Unidos “ficarão 100% juntos com o Japão” sobre a questão dos sequestros e “levantarão essa questão” durante a cúpula Trump-Kim.

Autoridades norte-americanas e norte-coreanas estão discutindo o momento e a localização da cúpula, que deve ocorrer antes de meados de junho.

Espera-se que o primeiro-ministro Shinzo Abe peça cooperação dos EUA para resolver a questão dos sequestros quando se encontrar com Trump, na Flórida, de 17 a 18 de abril.

O governo Trump aparentemente quer usar o sequestro e outras questões de direitos humanos como um cartão de negociação nas negociações com Kim.

A decisão de Trump de se encontrar com Kim pegou a administração Abe de surpresa e levou a preocupações de que a questão dos sequestros fosse deixada de lado.

O Japão tem sido cauteloso sobre o diálogo com Pyongyang e há muito tempo pressiona a Coreia do Norte para forçá-la a desistir de seus programas de desenvolvimento de mísseis balísticos e armas nucleares.

Em março, Abe disse a membros da família, cujos parentes foram levados por Pyongyang décadas atrás, que ele faria tudo para garantir que a questão dos sequestros não fosse deixada de lado. Ele também disse que explicaria a Trump a importância da questão para o Japão.

Trump reuniu-se com familiares de abduzidos quando visitou o Japão em novembro de 2017 e se comprometeu a trabalhar para resolver o problema.

A crítica foi alta nos Estados Unidos depois que Otto Warmbier morreu pouco depois de retornar aos Estados Unidos em coma. Ele havia sido detido na Coreia do Norte por cerca de 18 meses.

Quando o vice-presidente dos EUA Mike Pence participou da Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang, na Coreia do Sul, em fevereiro, ele convidou o pai de Warmbier para acompanhá-lo.

Três americanos estão sendo mantidos pela Coreia do Norte, então a questão dos direitos humanos é importante para a administração Trump.

No entanto, outro funcionário dos EUA disse que há diferenças de prioridade entre Washington e Tóquio.

Mas o funcionário disse que “se Trump disser ‘sim’ para Abe, Trump colocará essa questão na mesa” com a Coreia do Norte.

Curtir e Compartilhar: