Trump fecha negócios bilionários em sua visita à China

Trump fecha negócios bilionários em sua visita à China

COMPARTILHAR

Durante a campanha eleitoral de 2016, Trump dizia que os negócios com os chineses eram ruins porque a China “violentava os Estados Unidos”, roubando empregos, manipulando a moeda, não combatendo a pirataria. Mas Trump não culpa a China, e sim administrações americanas anteriores pelo déficit comercial.

Xi Jinping prometeu abrir alguns setores do grande mercado chinês, “mas seguindo seu próprio ritmo e cronograma”.

Trump, como um homem de negócios, não saiu de mãos abanando: empresários chineses e americanos fecharam mais de US$ 250 bilhões em negócios e promessas de acordos, como a venda de 300 aviões Boeing para empresas chinesas.

Sobre as ameaças norte-coreanas, ainda não houve solução. Trump novamente pediu o rompimento com o que chamou de “regime assassino da Coreia do Norte” e que a China, uma das poucas parceiras de Kim Jong-un, pressione pelo fim das armas nucleares na península coreana.