Curtir e Compartilhar:

O presidente dos EUA, Donald Trump, ficou furioso com a decisão na semana passada de permitir que 14 americanos que testaram positivo para o novo coronavírus voltassem para casa sem sua consulta.

O governo dos EUA enviou dois aviões fretados ao Japão para evacuar mais de 300 passageiros americanos de um navio de cruzeiro, o Diamond Princess, que foi atingido pelo novo surto de coronavírus.

Depois que os passageiros deixaram a embarcação e pegaram ônibus com destino ao aeroporto de Haneda, em Tóquio, os resultados dos testes voltaram mostrando que 14 deles estavam infectados.

Diz-se que o Departamento de Estado dos EUA decidiu levá-los para casa depois de concluir que o vírus poderia ser impedido de se espalhar para outros passageiros acomodando as pessoas infectadas em uma área isolada.

O Washington Post informou na sexta-feira que funcionários do governo disseram que Trump reclamou que a decisão poderia prejudicar o tratamento da resposta por seu governo.

O presidente concordou com o transporte aéreo com base no fato de que os pacientes que apresentavam sintomas ou tinham resultado positivo permaneceriam no Japão.

Trump supostamente continua preocupado com o fato de que qualquer surto em grande escala nos EUA possa prejudicar sua candidatura às eleições presidenciais de 2020.

Curtir e Compartilhar: